Outubro Rosa: O Amor é Parte da Cura?

Escrito por -
0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Pin It Share 0 Google+ 0 0 Flares ×

Não sou muito ligado em redes sociaisbzz… já conversei várias vezes com a Fabee sobre isso e apesar das insistências daquela Liebee curiosa… bbbz… prefiro me manter longe… bzz.

Às vezes, visito o Facebook da colmeia e em uma das visitas recentes, nas postagens do Outubro Rosa, uma delas me fez pensar… bzbz. Publicada no dia 17/10, havia uma frase: “O amor é parte da cura”.

Fiquei um tempo, parado olhando pra tela e refletindo… bzz. Talvez medindo aquelas palavras e tentando entender se aquilo era verdade ou só uma impressão de Liebees e humanos… bbz. Basicamente, me perguntando: Será que o amor é parte da cura?

Sai do Mosteiro Favo de Mel e comecei a voar pela colmeia até o Hospital Favo de Curabzz. Observando as Liebees em volta, sentei em um canto mais distante. Era necessário entender tudo o que estava acontecendo, procurando uma resposta… bzzz.

Vi Liebees sozinhas, Liebees acompanhadas, todas esperando para ser atendidas… bzz. E comecei a ver as faces, os olhos. E foi impossível não notar algo curioso: os olhos eram diferentes… bzbz… aquelas que tinham alguém ao lado, dando força, estavam com os olhos mais brilhantes e serenos, confortadas… bzz. Mesmo quando não haviam palavras, todo o olhar gerava um sorriso e brilho.

E ai me fixei em observar as Liebees sozinhas, estavam mais tristes… bzbzz. Mas algo aconteceu, cruzei meu olhar com uma delas e ela sorriu, seus olhos brilharam.
Com um pouco de dificuldade ela se levantou, veio e sentou ao meu lado.

Começamos a conversar… bzz:


– Olá! Tudo bem? – perguntou a desconhecida.
– Tudo bem e você? – respondi, surpreso com a abordagem.
– Estou melhorando. Eu acho…
– Você me parece muito bem. – respondi sorrindo.
– Ela sorriu de volta – Vou retirar minhas asas hoje, talvez não fique tão bem.
– Bobagem! Asas são superestimadas. Pernas fortes importam e você me parece uma corredora. – câncer de asas, eu pensei. Doença triste que atinge as Liebees. Mas eu não poderia deixá-la pior.
– Você é engraçado! rsrsrs qual é o seu nome?
– Mahatmel Favo do Mosteiro Favo de Mel. E acho que você é a primeira pessoa a me achar engraçado hahahaha. – Eu sorri o mais natural que pude.
– O que você tem, Mahatmel? Por que está no hospital?
– Só um mal estar, mas nada demais. Um pouco de descanso já resolve. – Menti, eu sei! Não podia falar que estava lá para observar, teria vergonha disso.
– Então você vai ficar bem logo. – ela sorriu e me abraçou.
– Obrigado por isso! Já estou melhor. – Eu realmente me senti melhor, depois do abraço dela.


 

Antes que pudéssemos continuar a conversa… bzz… chegaram duas Liebees crianças, gritando “mamãe” com muita alegria e abraçando a minha companhia de papo… bzzz. Logo atrás, o que deduzi ser seu companheiro. Todos conversando e rindo.

Não queria interromper o momento família, então me afastei… bzz… me dirigi a saída do hospital. Por cima do ombro, pude ver a alegria daquelas Liebees e minha interlocutora parecia bem melhor, mais feliz e saudável… bzzz.

Ao chegar ao Mosteiro Favo de Mel, lembrei que não sabia o nome daquela Liebee, não perguntei. Mas estava com a minha dúvida respondida… bzz… o amor cura, conforta e torna toda a dificuldade, inclusive o câncer, mais fácil de ser enfrentada. Sim, o amor é parte da cura.

 

O Mundo Beelieve é um projeto de ilustração de boas ideias e polinização! Aqui espalhamos ideias positivas e queremos mostrar a todos que tornar o mundo melhor só depende de nos mesmos.

Mahatmel Favo
Mahatmel Favo

Anos de meditação me mostraram a real polinização. No mosteiro favo de mel ensino as outras Liebees a polinizar o mundo, nem sempre elas entendem, mas isso não me impede de polinizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *